Divulgação/SXC.HU

Dentro das recomendações da OMS para um nascimento seguro e saudável, está o “Plano de Parto “

Mas o que é isso ?

“PRÁTICAS DEMONSTRADAMENTE ÚTEIS E QUE DEVEM SER ESTIMULADAS:

· Plano individual determinando onde e por quem o nascimento será realizado, feito em conjunto com a mulher durante a gestação e comunicado a seu marido/companheiro e, se aplicável, a sua família;”

Significa que a gestante deve se informar sobre as opções existentes para o nascimento do filho, conversar com seu médico, família e companheiro, levando em conta as suas experiências anteriores , medos, receios e expectativas . Depois basta escrever uma lista com o que deseja e o que não deseja que seja feito no momento do nascimento do bebê e levar para a maternidade na hora “H”.

Ver mais...
© Morguefile.com

O cordão umbilical é o elo de ligação do feto à placenta, o órgão no qual se efetuam as trocas gasosas e o transporte de nutrientes, entre o sangue do feto e o da mãe. É uma estrutura composta por duas artérias e uma veia. Está envolvido por uma substância mucoide (gelatina de Warthon) que tem como função proteger contra compressões e possíveis roturas dos vasos sanguíneos.

Ver mais...
Trabalho de parto prematuro | Rede Mães de Minas

O trabalho de parto prematuro é diagnosticado quando há presença de contrações uterinas regulares e persistentes (pelo menos 1 a cada 5 minutos), dilatação cervical antes de se completar 37 semanas de gestação.

Ver mais...
Acompanhante e Doulas | Rede Mães de Minas

Todos os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), rede própria ou conveniada devem permitir a presença de um acompanhante junto à mulher, durante o período do trabalho de parto, parto e pós parto imediato.

Ver mais...
Apresentação fetal

A apresentação fetal é a parte da criança que se mostra em primeiro lugar no canal do parto. Ela pode ser identificada através de uma consulta obstétrica ou ecografia no terceiro trimestre da gravidez. A apresentação fetal pode variar, podendo o feto estar em apresentação cefálica (bebê de cabeça pra baixo), apresentação pélvica (bebê assentado) ou apresentação transversa (bebê atravessado).

Ver mais...
Parto domiciliar | Rede Mães de Minas

É chamado de parto domiciliar o parto realizado em casa, ou seja, quando a mãe decide ter o bebê em casa ao invés de ir até um hospital. Não é uma prática recomendada pelo Conselho Federal de Medicina do Brasil, mas muitas mães escolhem esse tipo de parto por terem mais autonomia e assistência mais humanizada.

Ver mais...
Parto na água | Rede Mães de Minas

O parto normal pode ocorrer na água, dentro de uma banheira com água morna, numa temperatura em torno de 37º. Esse tipo de parto pode proporcionar à mãe conforto, relaxamento e ajudar no alívio das dores das contrações. A água morna provoca o aumento da irrigação sanguínea da mãe, diminuindo a pressão arterial e auxiliando no relaxamento muscular.
O pai pode acompanhar a mãe dentro da banheira se assim desejar. O ambiente deve ficar a meia luz.
Nesse tipo de parto, o bebê fica mais calmo e tranquilo, porque ele é inserido em um meio liquido e quente, ou seja, muito parecido com o qual ele foi gerado.

Ver mais...

Você já ouviu falar em parto de cócoras? A posição ocorre no parto normal ou natural e a mãe fica de cócoras (ajoelhada). Nesta postura, a força da gravidade facilita a saída do bebê, alarga o canal vaginal e alivia a dor das contrações. Por conta disso o parto de cócoras é considerado mais fisiológica e pode ser adotado por qualquer mulher no momento do parto.
Para que esse tipo de parto aconteça, o bebê deve estar na posição cefálica e a gravidez deve ser tranquila e de baixo risco.
O parto de cócoras também impede a compressão dos vasos sanguíneos provocada quando a mãe está deitada de costas, sendo assim mais cômodo para a mãe e mais saudável para o bebê.

Ver mais...
última atualização: sexta-feira, 8 de agosto de 2014 19:59:57