Mamas ingurgitadas: saiba o que fazer para amenizar o problema

Após a descida de leite as mamas podem ficar endurecidas. Normalmente, ocorre no 3º ou 4º dia após o parto.

Ocorre um aumento da vascularização e congestão vascular das mamas e da acumulação de leite. Pode atingir apenas a aréola, o corpo da mama ou ambos.

Alguns fatores contribuem para esse ingurgitamento. Dentres eles, estão:

  • criança não consegue mamar corretamente devido a aréola estar endurecida.  A mãe sentirá dores e o bebê ficará frustrado, pois nessas condições não há saída adequada do leite;
  • pega ineficaz do bebê;
  • fissuras mamilares;
  • não esvaziamento adequado das mamas.

O que fazer diante disso:

  • realizar massagens circulares da base da mama até a aréola, retirando o excesso para facilitar a pega correta do bebê
  • esvaziar as mamas após as mamadas, manualmente ou com auxilio da bomba de sucção.
  • realizar compressas frias após extração do leite;
  • amamentar com frequência, livre demanda no início.
Publicado em 21 de março de 2013 / Atualizado em 25 de março de 2013

Unicef, & Ministério da Saúde. (2007). Promovendo o Aleitamento Materno. Brasília.

Lamounier, J. A., Bouzada, M. C. F., Vieira, T. D. O., Janneu, A. M. de S., Maranhão, A. G. K., & Araújo, M. de F. M. (2008). Iniciativa Hospital Amigo da Criança , mais de uma década no Brasil : repensando o futuro. Rev Paul Pediatr, 26(2), 161-169.

Veja o que a nossa comunidade está dizendo sobre este tema e comente! Comentar