Qual a relação entre a posição do bebê dormindo e morte súbita?

A Sindrome da Morte Subita do Lactente é definida como a morte inesperada de crianças menores de um ano que permanece inexplicada após intensa investigação que inclui história clínica, necrópsia completa e revisão do local de óbito. A morte ocorre no local em que o bebê está dormindo (cama, carrinho…), e não existe previamente nenhum sinal consistente indicando que o bebê está em risco de vida.

Essa síndrome pode ser uma das causas das mortes de bebês em alguma creche ou berçário pelo país. Esse tipo de morte súbita não tem causa definida.

O diagnóstico é feito por exclusão, quando não há outra explicação para a morte e ocorre no primeiro ano do bebê.

Alguns estudos evidenciaram as seguintes situações de risco materno e perinatais como: mãe jovem, multíparas, intervalo curto entre as gestações, ausência de pré natal, prematuridade, baixo peso ao nascer, baixo nível sócio-econômico.

Profissionais da área de saúde analisam a ligação entre o modo como o bebê dorme e casos de morte súbita durante o sono.

Após campanhas e pesquisas internacionais realizadas nos EUA e Inglaterra, uma campanha foi lançada na Pastoral  da Criança, estruturada por uma pesquisa realizada na cidade de Pelotas, relata que a posição ideal para o bebê dormir é a de barriga para cima, diminuindo 70% a morte súbita no bebê.

A justificativa para isso é que o bebê que dorme de lado ou de bruços respira o mesmo ar que expira, ou seja, o bebê inala um ar rico em gás carbônico e pobre em oxigênio, realizando uma asfixia, onde o bebê fica sem oxigênio podendo chegar ao óbito.

A questão sobre o modo ideal de colocar a criança para dormir é controversa.

Muitas mães preferem colocar seu bebê para dormir de lado com receio que ele possa engasgar com seu próprio vômito quando estiver dormindo de barriga para cima, como no caso de bebês que tenham refluxo gastroesofágico (do estômago para a boca).  Além de dormir na posição de lado, o berço  deve estar inclinado entre 15 a 30º na parte do tronco e posição lateral, facilitando o esvaziamento gástrico mais rápido e eficaz, evitando regurgitação e sufocação.

É de suma importância que o bebê esteja bem posicionado na posição lateral e que não vire para o posição de bruços, aumentando o risco de sufocação e asfixia.

A Sociedade Brasileira de Pediatria  preconiza que a posição melhor para o bebê dormir é de barriga para cima, mesmo nos casos de refluxo. Relatam que se o bebê vomitar, a tendência é de tossir e chamar a atenção dos pais.

Algumas recomendações  para colocar o bebê a dormir são:

  • Evite o super aquecimento do bebê com agasalhos demais na hora de dormir.
  • Amamente seu bebê. O leite materno é digerido muito facilmente pelo organismo do bebê , evitando refluxo .
  • Evite dormir na mesma cama que os pais ou outras pessoas.
  • Deixe o bebê com os bracinhos para fora das cobertas para que não deslize e fique debaixo das cobertas.
  • Evite o uso de colchões e travesseiros muito moles ou fofos.
  • Evite expor o bebê ao fumo ou fumaça do cigarro durante a gestação e depois do nascimento. Os bebês de mães que fumam durante a gestação têm três vezes mais riscos de morte súbita que os bebês de mães não fumantes.
  • Evite consumo de álcool e drogas durante  e após  a gestação.
  • Evite deixar no berço bichos de pelúcia, paninhos, almofadas, travesseiros ou outros brinquedos que podem sufocar seu bebê.
Publicado em 21 de março de 2013

Nunes ML. Síndrome da Morte Súbita do Lactente Epidemiológicos , Fisiopatologia e Prevenção.

Teresinha L, Geib C, Nunes ML. Hábitos de sono relacionados à síndrome da morte súbita do lactente?: estudo populacional Sleeping habits related to sudden infant death syndrome?: a population-based study. 2006;22(2):415-423.

Guia do bebê. Retrieved from: Guiadobebe.uol.com.br

Mundo Mulher. Retrieved from: Mundomulher.com.br

Rituais maternos. Retrieved from: Rituaismaternos.com

Veja o que a nossa comunidade está dizendo sobre este tema e comente! Comentar